Notícias » POLITICA

23 de Março de 2017
Após recuo, 86% dos servidores ficam de fora da reforma da Previdência
Clique para ampliar

A decisão do presidente Michel Temer de retirar os servidores estaduais e municipais da reforma da Previdência, anunciada na terça-feira (21) acabou deixando 86% do funcionalismo público em atividade no País fora do alcance da PEC (Proposta de Emenda Constitucional) que altera as regras de aposentadorias e pensões em tramitação no Congresso Nacional.

Do total de 6,214 milhões de servidores públicos (federais, estaduais e municipais), 5,362 milhões não farão parte da reforma depois que o presidente cedeu às pressão dos grupos organizados e anunciou anteontem o recuo na proposta. O cálculo foi feito pelo consultor legislativo do Senado e especialista em Previdência Pedro Fernando Nery.

A decisão abre um precedente para que outras categorias escapem também do alcance da reforma. A equipe econômica passou o dia tentando minimizar o impacto da mudança para conter uma piora da confiança no ajuste fiscal pelos analistas do mercado, mas, no Congresso, a retirada de outras categorias do funcionalismo público federal já é dada como certa, segundo apurou a reportagem.

Os policiais federais fazem forte pressão e as chances de conseguirem ficar de fora da reforma com apoio dos parlamentares aumentou com a concessão feita pelo Planalto. Juízes e procuradores federais vão brigar para ficarem de fora e há emendas já apresentadas para isso. E os Estados, que enfrentam problemas graves nas suas contas em razão do aumento crescente do déficit da Previdência dos servidores, reclamaram da decisão.

O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, disse nesta quarta-feira (22) que havia um risco grande de judicialização da proposta. "Não é apenas uma questão de conveniência política ou viabilidade para os governadores, é de autonomia federativa", afirmou. Segundo o ministro, as regras para a Previdência dos servidores estaduais serão tomadas por Estado.

 

"O governo tomou a decisão de focar o seu trabalho no que é responsabilidade direta da União, que é o Orçamento federal", completou. Para os servidores da União, não haverá exceção. Um fonte da equipe econômica disse que o governo "não considera a hipótese de retirar nenhuma categoria federal da proposta".


+ NOTÍCIAS


 
NO AR

Programa Sem Parar

Com: DJ Virtual
Horário: O dia todo
TOP MÚSICA
  • 1
    ANA VILELA

    ANA VILELA

    TREM BALA
  • 2
    HENRIQUE E JULIANO

    HENRIQUE E JULIANO

    VIDINHA DE BALADA
  • 3
    ED SHEERAN

    ED SHEERAN

    SHAPE OF YOU
  • 4
    NEGO DO BOREL PART. WESLEY SAFADÃO E ANITTA

    NEGO DO BOREL PART. WESLEY SAFADÃO E ANITTA

    VOCÊ PARTIU MEU CORAÇÃO
  • 5
    MATHEUS E KAUAN

    MATHEUS E KAUAN

    TE ASSUMI PRO BRASIL
  • 6
    MARILIA MENDONÇA

    MARILIA MENDONÇA

    DE QUEM É A CULPA
  • 7
    SIMONE E SIMARIA PART. ANITTA

    SIMONE E SIMARIA PART. ANITTA

    LOKA
  • 8
    GUSTAVO MIOTO

    GUSTAVO MIOTO

    IMPRESSIONANDO OS ANJOS
  • 9
    LUAN SANTANA

    LUAN SANTANA

    ACORDANDO O PREDIO
  • 10
    JORGE E MATEUS

    JORGE E MATEUS

    SE O AMOR TIVER LUGAR
PUBLICIDADES
REDES SOCIAIS
    
PEÇA SUA MÚSICA
Nome:

Email:

Cidade / UF:

Pedido:

Por medida de segurança, digite os 5 dígitos
do código exibido abaixo

x4sz6
Copyright © 2018 - Difusora AM - Olímpia/SP