NO AR

Nosso Programa - com Eduardo Correia

Com: Eduardo Correia
Horário: 13:00 - 17:00
PUBLICIDADES
REDES SOCIAIS
    
 

Notícias » CIDADES

12 de Fevereiro de 2018
DE CASO COM A MORTE!
Vizinha mata amante por chantagem de fotos íntimas
Clique para ampliar

Fazendeirão tinha caso com vizinha há 5 anos e estava até se separando da mulher para ficar com ela. Como ela não queria mais deixar o marido, o fazendeirão passou a chantageá-la com fotos íntimas que ameaçava mostrá-las ao marido dela...Deu zebra! Deu caixão e deu cadeia!

Um fazendeiro desaparecido desde janeiro foi assassinado a tiros pela amante e seus familiares em Mato Grosso. De acordo com a Polícia Civil, Moises Moraes, 57, teve o corpo queimado após ser morto com 12 tiros.Cinco pessoas, a família inteira, foram presas pelo homicídio.

Fazendeiro morto por causa de uma chantagem que fez com a vizinha/amante: eu ela casava com ele ou ele mostraria fitos íntimas deles ao marido dela. Deu zebra! Deu morte! E claro, deu Cadeia!

Ainda de acordo com a polícia, uma chantagem feita pela vítima contra a mulher motivou o crime. A polícia informou que resolveu o caso após os cinco suspeitos confessarem o crime na última segunda-feira (5).Moraes estava desaparecido desde o dia 29 de janeiro em Juara-MT, a cerca de 650 km de Cuiabá. O homem foi assassinado no mesmo dia em ação comandada pela amante, uma vizinha também casada, com quem mantinha relacionamento havia cinco anos.

De acordo com as investigações, o fazendeiro estava se separando da mulher para ficar com a amante, de 44 anos. Ela, no entanto, decidiu não acabar com seu casamento. Para pressionar a mulher, Moraes começou a ameaçar divulgar fotos íntimas dos dois ao marido. Vítima de chantagem, a ex-amante chamou o filho e disse ter sido abusada sexualmente pelo fazendeiro. O jovem de 22 anos juntou-se ao pai e a um vizinho para se vingar de Moraes. (Foto: armas encontradas nas casas dos acusados)

"No dia 29, à tarde, o marido fez com que a mulher ligasse para a vítima e o chamasse para um encontro. Quando o fazendeiro chegou de moto, antes de descer, já tomou um tiro do marido", contou o delegado Carlos Henrique Engelmann, por meio de comunicado.

Ao todo, Moraes levou 12 tiros. Seu corpo foi enrolado em uma lona e levado para um matagal, onde foi queimado com madeira.

A polícia conseguiu identificar cinco participantes no crime: a mulher, seu marido, 53, seu filho, sua filha,19, e o vizinho, 39. De acordo com as investigações, a filha não participou diretamente do crime, mas ajudou a transportar o corpo.

Encaminhada à delegacia de Juara, a família confessou o crime. "Todos confessaram a autoria e prestaram os depoimentos bastante verossímeis dos detalhes do crime", relatou Engelmann.


+ NOTÍCIAS

20/02/2018
OLÍMPIA 115 ANOS!

Copyright © 2018 - Difusora AM - Olímpia/SP